Tratar a Síndrome do Pânico

Veja o vídeo

Minha experiência com Síndrome do Pânico

O que significa síndrome do pânico?

Uma espécie de transtorno, muito próximo a ansiedade, estresse e pressão que pode ser a ocorrência de multitarefas, desencadeando medo, ânsia e muitos estímulos físicos ruins.

Por que isso acontece?

Geneticamente não se sabe ao certo, mas pode ser um fator de influência, algumas pesquisas apontam para a ideia de que seus familiares desenvolvem a Síndrome do Pânico, você também poderá desenvolver, o percentual ocorrem em até 40% dos casos em irmãos gêmeos.

Mas a genética não é fator determinante!

Incrível que quando aconteceu com minha esposa, eu não sabia nada sobre o assunto, achei que era uma “frescura” e descobri que a maioria dos casos de síndrome do pânico ocorre com o sexo feminino.

Este tipo de patologia tem duas vezes mais incidência nas mulheres do que nos homens e claro começa a ocorrer em uma faixa etária já bem desenvolvida emocionalmente, quero dizer que difícil acontecer em crianças, mas já na fase juvenil pode aparecer os primeiros indícios e a doença se manifesta após os 30 anos e isso vai depender do ambiente externo, aprendizado, mapas e crenças de cada pessoa.

Difícil diagnosticar em tenra idade por não apresentar sintomas importantes.

Como ocorre a descoberta

Minha esposa já vinha tendo crises e descobrimos o diagnóstico no pronto atendimento, por que tinha sintomas físicos visíveis.

Palpitações, formigamento nas mãos, olhos arregalados, muito medo e eu realmente pensei que fosse um ataque do coração, isso confunde muito, mas o médico viu de cara o que aconteceu e diagnosticou na hora.

Esta doença pode ser tratada de várias formas, medicamentos alopáticos, terapias, meditações, novo estilo de vida, consciência do que se passa, mas as drogas que tratam este mal podem acabar deixando dependência.

No nosso caso foi diagnosticado no olho, mas é preciso fazer exames para o descarte de outras possibilidades, nunca deixe de ir ao médico e se possível faça avaliação com mais de um, hoje temos médicos que integram outras terapias e não somente a convencional que chamou de, os novos médicos de médicos da medicina integrativa.

ataque-cardiaco

Quais são os Sintomas da Síndrome?

Na experiência que tivemos foi rápida para a manifestação e aumento dos sintomas, uma palpitação leve, visão turva, tremedeira nas mãos, até chegar a sintomas mais complexos como medo em excesso, formigamento nas mãos e descontrole total, a pessoa pensa que vai morrer exatamente por que os sintomas são idênticos a um ataque do coração.

Dor no peito, dores de cabeça, o medo da morte eminente, tremedeira, formigamento, tontura, sufocamento, são relatados muitos outros sintomas e depende de cada pessoa.

O que mais pode ocorrer?

Lugares com multidões devem ser evitados, por que em lugares assim a pessoa que sofre da síndrome não tem controle sobre o ambiente e isso acelera o processo químico revelando muito medo e todos os sintomas, acima citados.

 

Como tratar a síndrome do pânico?

Os médicos dizem que não existe uma cura, mas é possível conviver com a doença, pois o tratamento tem o objetivo de fazer você levar uma vida normal, podendo fazer as coisas mais simples que antes não poderia fazer.

Normalmente a medicina tradicional aponta para alopatia, tratamento medicamentoso e causa muita dependência, mas dependendo do grau você também pode optar por terapias alternativas.

Lembro que o Doutor que atendeu minha esposa sempre a ensinava a respirar de uma forma adequada, pausada e funcionou muito bem.

Em poucos instantes ela já estava normal, foi determinante o uso da respiração para melhorar a qualidade de vida dela.

Os medicamentos utilizados são antidepressivos e como todo medicamento de uso contínuo tem seus efeitos colaterais.

Alguns alimentos podem também ajudar muito no combate a depressão, principalmente os legumes e verduras verdes, também chamados alimentos da felicidade.

Com o uso de uma alimentação mais adequada, os sintomas podem desaparecer gradualmente.

Espinafre, Folha de couve, banana, laranja, carboidratos, carnes e peixe, entre outras, mas na medida correta podem te beneficiar.

Além disso, trabalhar a mente com meditações e áudio hipnose também podem ser uma forma bem interessante de combate e prevenção a Síndrome do Pânico.

Nunca abandone o tratamento que o médico lhe prescreveu, mas uma dica que posso te dar além de consumir melhores alimentos, praticar a áudio hipnose e ter uma vida mais saudável, é conversar com seu médico sobre estas melhorias.

Desta forma ele sim, tem autoridade para retirar a medicação e claro você tem que passar pra ele como as coisas estão melhorando e ele irá decidir sobre isso.

O que evitar durante e após a Síndrome do Pânico?

Bebidas alcóolicas, entorpecentes de qualquer tipo, evitar lugares com multidões como shows, jogos de futebol, situações de conflito familiar ou profissional, afaste-se de tudo que for negativo e faça leituras positivas.

Em hipótese alguma recorra a drogas como a maconha, apesar de ser uma substância ansiolítica, com o tempo ela torna a pessoa depressiva, tudo que não queremos depois de passar por uma crise de síndrome do pânico, além disso, a substância é ilegal no país e mesmo nos países que fazem uso medicinal, existe um controle sobre a droga e é preciso ser prescrita pelo médico.

Ouça o áudio

Luciano Lima
Acreditando em Um Mundo Melhor

(390) visualizações

Comente esta postagem pelo Facebook

QUEBRANDO PARADIGMAS

Baixe seu E-book Grátis Agora Mesmo!

Sou totalmente contra prática de Spam

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!